Uma pedrada no orgulho dos cidadãos…

Dae Piazada,

Boas e más notícias esta semana.

The city hall – Prefeitura municipal

A boa notícia é que depois de muitas ridas escrevendo o dicionário fraiburguês decidi tornar oficial o domínio do blog como “lanofrai.com.br” legal né?  A má notícia, por outro lado, foi a pedrada nas costas que os Fraiburguenses levaram essa semana da câmara de vereadores.

Eu gostaria muito de evitar o tema “política” mas, cedo ou tarde, isso iria acontecer de alguma forma. Pois bem, no dia 26 de Setembro de 2011. Os vereadores Gabriel Fantin, João Avaldi de Oliveira, João Albino de Barros, Gerson de Matia, e Juliano Cesar Costa. Votaram a favor do aumento desnecessário do número de vereadores na câmara municipal. Logo, aumentando os custos administrativos, já altos, do município. Este dinheiro poderia ser útil para tantas outras coisas importantes ao longo das próximas décadas que não vale a pena nem imaginar…isso me causa náuseas…Mas isso não é um fato isolado, várias cidades Brasileiras estão passando pelo dilema…   

Este ato de egoísmo pleno e público foi uma padrada orgulho dos Fraiburguense, principalmente os que tentam falar bem lá do Frai onde quer que estejam e que dão tão duro para serem reconhecidos como cidadãos em um país tão rico mas mal administrado. Não precisamos de mais vereadores, precisamos apenas que eles trabalhem com objetivos mais honrrosos. O que machuca também é não visualizar claramente pessoas honestas, inteligentes, sonhadoras e altruístas como o Sr. Edir Prestes Valin que foi um exemplo de administração sobrea e mão na massa do tipo sentar na patrola (aquela que está na praça) para fazer o que precisar ser feito independentemente da burocracia e da má vontade dos outros. Infelizmente não cheguei a conhece-lo mas é o que contam os livros e algumas pessoas com quem conversei. 

Uma ideia sobre “Uma pedrada no orgulho dos cidadãos…

  1. André

    Cara, a política é tão inerente ao ser humano quanto o trabalho e qualquer outra representação social. Somo seres políticos, necessariamente. Até mesmo quanto nos colocamos como apolíticos. Acho que a tua colocação foi interessante, principalmente pela forma que o cargo político é utilizado hoje em dia. A grande questão é saber ler política, ler um jornal ou uma revista e saber que ele tem uma posição. E esta posição, muitas vezes, reflete uma posição de classe. O que me assusta, ultimamente, é o reacionarismo da mídia e da classe média… Parece que existe raiva por termos pobres que cada vez mais conseguem estudar, comprar carro, tv… Mas, mudando de assunto, achei mto boa a iniciativa do teu blog… Ele também é político. Como futuro presidente, vc não deve evitar o tema política… hehehehehe.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *