Estudos antropológicos da cultura não tchozina

Segundo estudos antropológicos internacionais (publicados na Scientific American – Quando a gente associa a informação aos EUA parece que fica mais importante), as pessoas que não tiveram contato com o pinhão nos intervalos da amamentação e/ou a mãe não consumiu pinhão durante a gestação, tendem a não gostar deste tipo de alimento na fase adulta, chegando a considerar o pinhão cozido como “cera de vela”. A boa notícia do estudo, segundo o especialista, é que assim sobra mais pinhão para as pessoas nativas de Fraiburgo e região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *