Arquivo da tag: Tchô Quenorris

7 fatos conhecidos por quem se criou no Lá no Frai

Para quem é do interior, e claro, das proximidades da Fraiburgo central, há uma grande chance de que os itens abaixo façam parte de suas cognições e sinapses mentais mais profundas! Sabe porquê? Porque “Lá no Frai é assim”

#01. Leite de caixinha? Zulivre tchô, leite quentinho direto da teta da vaca.

leite

#02. “Vai lá cata uns milho verde pra mãe”.

tumblr_n91hgrhHl71s2wio8o1_500

#03. Que tar um mergulho no milho

milho

#04. Pra nadar no açude do vizinho, só passando pela cerca elétrica tchô!

dog_pees_on_electric_fence-3400

#05. “A mãe disse pra não fazê ‘locuragem’ no açude”

locurage

#06. O pai e a mãe se bandiaram pro centro “hora de dar uma vortiada” de trator.

trator

#07. Outras coisas constantemente aprovadas pelo Tchô Quenorris.

chuck-norris-approves

O dia em que o Tchô Quenorris se acadelou até!

Tchozeditonitos(as),

Não muito tempo atrás, nosso ídolo, herói, Tchô Quenorris estava se bandiando de moto pela mítica e reformada estrada que liga Fraiburgo a Rio das Antas. E aí o que aconteceu? Bom, a câmera no capacete do tchô conta melhor essa estória, a qual representa bem o conhecido verbo reflexivo do Fraiburguês moderno “Se acadelar-se” . Dzulivre home numa dessa é de se acadelá tudo mesmo.

“Acordei o tchozinho tão cedo hoje que quando pulo da cama parecia um passarinho que caiu do ninho. Daqui a poco ele termina de fazer os tema de inglês, esse é meu piá véio”

Mensagem enviada por Tchô Quenorris via Ipad (Morro do Bugio) 27/04/2013

Conversa na família Quenorris (27/04/2013)

– Paié, que bom você de novo ca gente! Tenho um monte de pergunta pra te perguntar pra você. Posso pidi?

– Pida tchozinho, seu sarninha…

– Tá bão, porque aqui em Fraiburgo não tem ainda nenhuma lanchonete co nome “Fraiburguer”?

– Tchozinho, hora de ir pra cama. Você percisa sussega o facho por hoje, já ta balãoziando!

“Estive pensando e finalmente decidi! Vou fazer uma “Tatoo” nas costas! Bem grandona! Ela vai ter a chaminé do centro e a da Trombini, o Lago das Araucárias, um Butierinho, o Hotel Renar, o Catelinho, a Bicicleta do Mauro Loco, a Casa da Cultura, dois dragões míticos em forma de maçã, a Patrola, o globo da pracinha do globo e dentro um casal de tchozinhos de chapel. Só to pensando agora em quem vou fazer ela…

Sms enviado as 20:00 via BlackBerry® do telhada do ginásio da Arte X de Novembro.

Mensagem do Tchô Quenorris de Fraiburgo…

Apple 6: tchozino style!

Desterro – 15 de junho de 2012 – Apple confirma produção de Iphone em Fraiburgo! Obs. Seus aplicativos atendem vários idiomas mas o padrão de fábrica é o Fraiburguês ABNT – Para os não Fraiburgófanos, é necessário ajuda de um tchô de Fraiburgo para ajustar as configurações e ai estará pronto para operar.

Autor do design Andrei de Mello!

Aula 28 – Verbo “Acarcar” desmonstração de uso

Tá ai mais um verbo de peso da comunicação interpessoal Fraiburguense, o verbo “acarcar”, o qual é passado de geração após geração ao longo dos séculos!

Valeu pessoal, espero que tenham gostado da aula, um abraço abraço acarcado para todos! Se curtir acarque o botão “curtir na direita.