Tchô 5 anos sem TV

Tchozinhos(as) essa semana publiquei esse pequeno texto pessoal sobre a vida sem televisão misturando um pouco das experiências de vida tchozina na Inglaterra entre os anos de 2006 e 2007. E ai você pergunta, o que isso tem haver com Fraiburgo para estar aqui no blog? A resposta é simples, sem a exposição à cultura britânica e a ajuda de várias pessoas por lá, é possível que este trabalho nunca existisse, pois ele é um das formas de retribuição aos conhecimentos que me foram concedidos por eles. Até quando vai essa dívida moral eu não sei (promessas e gratidão não podem ser contabilizados), mas a vida dirá. Enquanto isso vamos tocando ficha tchô! Tem muita coisa guardada ainda pra contextualizar e compartilhar, só falta tempo mesmo.

Esta semana completo 5 anos sem TV brasileira na minha vida. O que era um desafio se tornou uma opção de vida. Nas primeiras tentativas, lembro bem que me sentia perdido e excluído por não estar por dentro das coisas, tanto que falhei nas primeiras vezes. Hoje me pergunto, o que é dentro e que é fora? Sou obrigado a saber isso antes de tudo para então saber onde estou, antes eu não tinha essa noção. Quando morava em Londres, conversei com um veterano de guerra sobre fama e ele me perguntou:

  • Qual é a pessoa mais famosa e importante no mundo pra você? Ou seja, qual é o personagem no qual eu mais presto atenção e foco minha energia mental

Pensei, pensei e falei de alguém, mas não “me se alembro” de quem eu disse. 

Então ele prontamente perguntou:

  • Você não pensa em você? Será que você mesmo (no causo) não é a pessoa mais importante (famosa) da sua vida (seu mundo) junto com aqueles que interagem com ela?

Bom, depois dessa martelada frontal no córtex juvenil tchozino, acabei não conseguindo mais ser o mesmo e isso foi bom porque, se formos os mesmos todos os dias, é sinal de há algo de errado. Deus nos deu a vida com o dom da mutação e assim será a cada segundo até mesmo depois do nosso último respiro. Talvez alguns tenham preconceito contra o tchô que é indiferente ao time de futebol que é composto por pessoas que, por sua vez, são indiferentes a vocês, mas isso não importa, todos os países tem isso. Poderia falar horas e horas sobre esses pensamentos que guiam meus passos, mas por hora é isso. Não quero que larguem a TV por causa das minhas palavras, pois, nunca se deve tirar um costume ou crença de alguém sem colocar outro(a) no lugar. Não é essa a minha intenção. A mensagem que quero passar é que os 3 itens mais importes da vida na terra são a água, o alimento e a informação. Então busquem consumir o que vem das melhores fontes para que tenham saúde física e mental e uma vida próspera em qualquer lugar do mundo tchozinhos(as).

Joni

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *